Just another WordPress.com weblog

Review SPFW 1º Dia

Começando a temporada de verão no meio de um inverno rigoroso ( pelo menos aqui em São Paulo ) veio a Cia Maritima. com seu beachwear de sempre. Estampas baseadas na cultura árabe,  mas precisamente no Marrocos, nos trazem bikinis, maiôs, túnicas e camisas numa paleta baseada em tons pastéis e roxos. Sem muitas estampas, o que realmente salta aos olhos são as duas últimas peças, com suas estampas psicodélicas de asas de borboletas, usada em um vestido longo e fechando em uma camisa que, utilizada com um cinto na cintura lembra um vestidinho de tecido extremamente leve e delicioso para o verão.

Então partimos para os Reis de Dogtown da Reserva. A marca mostra para o verão uma vibe  skatista surfista bem forte, com cores extremas e muita estampa animal. Forçando as vezes apenas no comprimento dos shorts ou poderia se dizer sungas? Mas mesmo com isso, a Reserva investe muito na estampa de leopardo para o verão trazendo o animalismo de vez para o guarda roupa masculino, por meio de sapatos, meias, camisetas, camisas e blusas.

Pulando para a evolução da Rosa Chá que ao comando de Alexandre Herchcovitch, mudou um pouco sua coleção, que costuma ser full beachwear para um lindo jogo de tranparência, em vestidos longos e curtos com estampas xadrez e com certeza foi a marca que apresentou o sapato must have da temporada, uma ankle boot que varia das estampas florais, ao couro, bege e preto e uma que é totalmente transparente, com sua sola antiderrapante, para ninguém escorregar na beira da piscina.

 

 

Pulando para a simplicidade em linhas retas e a forte influência art déco de Priscilla Darolt. Com seus tops estruturados, uma coleção baseada em vestidos curtos, linhas fortes e um trabalho maravilhoso sobre a camurça, que a deixa opaca, funcionando perfeitamente para os looks mais escuros e a mistura de tecidos, como o couro sobre a camurça, que mesmo deixando a peça com uma aparência pesada para o verão, não deixa de ser lindo.

Somos então, transportados para a floresta de estampas florais e diversos tecidos de Erika Ikezelli. Começando em um vestido curto escuro, com estampas florais e cheios de babados e passando por uma cartela de cores pastéis e fluor, tudo com muita sobreposição e muito drama nos chapéus, até esmaecer completamente próximo ao fim, se prendendo ao branco e ao gelo.

 

Então nos deparamos com a neutralidade da Tufi Dek. Minimalista e sem estampas, Eduardo Pombal, o estilista da marca, investiu em uma identidade nova, com tons neutros e indo contra a overdose de cores e estampas que os outros estilistas apresentaram, mostrando uma roupa lisa, apenas com alguns detalhes ou adornos no próprio tecido, esses que vieram técnológicos com aparência de celofane e plásticos. Mas tambem teve o lado negativo, apresentados pelos saltos da marca, que de tão simples se tornaram feios e que pelo menos aos olhos, não parece dar muito apoio ao tornozelo, o que não é lá muito confortável.

Leiam e comentem. Durante a semana, agora que a faculdade e as semanas de moda acabaram, vou ir postando os comentários assim, por dia de Desfile.

bygui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s